top of page
  • We Solve Hub

RH em 2024: Mentalidade, perspectivas, desafios e oportunidades

Atualizado: 17 de fev.




O RH está passando por mudanças rápidas e disruptivas. Muitas práticas históricas, construídas em torno de modelos de cargos hierárquicos, progressão linear na carreira, gestão estruturada de talentos, desenvolvimento de lideranças por nível hierárquico e recrutamento externo como a chave para o crescimento, foram construídas em um mundo onde o talento era abundante.

Hoje essas presunções mudaram. Operamos empresas em torno de pessoas e de competências, não de empregos e de posições. As pessoas desenvolvem suas carreiras em muitas direções, os líderes são identificados e desenvolvidos em todos os níveis e as equipes são dinâmicas, com mais mobilidade interna.

Nas últimas duas décadas a renomada consultoria americana de Recursos Humanos Josh Bersin vem estudando pesquisas e previsões sobre os desafios de RH e das organizações. Bersin prevê que 2024 será um ano de mudanças de paradigmas:

 

1.      A Inteligência Artificial não só mudará todas as empresas e todos os empregos, como também as empresas embarcarão numa busca incessante pela produtividade.

2.     Alguns CEO e CFOs ainda têm uma mentalidade conhecida como “Era Industrial” – contratar para crescer e depois despedir quando as coisas abrandam.

 

 

As industrias estão sobrepostas

 

Você já parou para pensar que hoje toda empresa é uma empresa digital? Que toda empresa deseja construir fluxos de receitas recorrentes? E que em breve todas as empresas funcionarão com IA?

 

Bersin discutiu juntamente com o Global Workforce Intelligence o fato de as indústrias estarem se sobrepondo. Carreiras que costumavam permanecer dentro de um setor estão se transformando em “carreiras baseadas em habilidades”, permitindo que as pessoas mudem de emprego com mais facilidade do que nunca.

 

Os colaboradores, especialmente os mais jovens, sentem-se capacitados para agir como desejarem. Eles podem pedir demissão silenciosamente, “trabalhar seu salário” com vários projetos ou reservar um tempo para mudar de carreira. Eles enxergam um longo caminho em suas vidas (as pessoas vivem muito mais do que viviam nas décadas de 1970 e 1980), então não se importam em deixar a empresa para ir para outro lugar.

 

 

O que isso impacta para a área de RH?

 

A busca por Competências

Em primeiro lugar, as empresas estarão ainda mais focadas na construção de um modelo de trabalho com elevada retenção de talentos e de competências.

 

Isto significa que será necessário melhorar a igualdade salarial, dar continuidade aos modelos de trabalho híbridos, investir na liderança centrada no ser humano e dar às pessoas oportunidades de apresentar as suas habilidades, oferecer novas carreiras dentro da empresa também é um ponto a ser considerado. É por isso que o desenvolvimento baseado em competências e a aprendizagem no fluxo de trabalho são tão importantes e aqui na SOLVE nós acreditamos nisto 😊!

  RH Data Driven

Um segundo ponto é que o RH precisa apresentar dados e informações para que os CEOs conheçam as necessidades, desejos e exigências dos colaboradores.

 

Se você quer aprender mais sobre como os profissionais de RH podem utilizar e aproveitar os dados da sua organização de forma eficaz, com o uso da IA, para obter mais atração de talentos, melhor envolvimento dos funcionários e maior retenção de talentos para, em última análise, impulsionar o desempenho, Bernard Marr autor de best-sellers, consultor de desempenho estratégico é uma referência de análise, KPI, IA e Big Data. Ele trabalhou e aconselhou muitas das organizações mais conhecidas do mundo.

 

No livro "Data-Driven HR", Marr abrange temas como recrutamento, envolvimento dos funcionários, gestão de desempenho, bem-estar e formação, destacando como os profissionais de RH podem se beneficiar ao serem verdadeiramente orientados com dados por meio da utilização de dados e IA.

 

Na visão dele, as equipes de RH precisam aprender como identificar metas de negócios, examinar fontes úteis de dados e obter insights ricos e diversificados a partir de suas vastas quantidades de dados. E o livro traz orientações sobre como gerenciar os desafios que surgem com os dados da IA, bem como usar os dados de forma responsável para melhorar a tomada de decisões - também inclui análises preditivas e como colocar sistemas de alerta em bancos de dados para quaisquer problemas potenciais da força de trabalho.

 

Este é um tema que o RH definitivamente precisa mergulhar. E já que estamos falando sobre cenários para 2024, a consultoria Josh Bersin chama de "a busca global por produtividade", um imperativo de busca por “produtividade e desempenho nas organizações”.

 

Na visão de Bersin a busca por produtividade pode impulsionar a inovação e o RH pode ser um bom aliado para isso. Pense no seguinte cenário: a organização onde você atua precisa se reinventar com frequência em termos de novos produtos, alavancar a Inteligência Artificial, alcançar novos mercados, etc. A maior barreira para que isso aconteça geralmente é a inércia.

 

Por que a Nokia e a Blackberry perderam o negócio de telefonia móvel para a Apple? Essas empresas eram “gordas e felizes”. E nesta era de escassez de talentos e competências, esta é uma receita para o desastre.

 

Cada vez que o RH entende as dores reais das áreas e das pessoas e ajuda a simplificar processos, reduzir reuniões e definir melhor os parâmetros de decisões, o RH ajuda a possibilitar mudanças sustentáveis.

 

Josh Bersin vem dizendo que a área tem desafios para resolver. Entre eles:

 

1.     Acelerar a mudança para uma estrutura dinâmica de trabalho: é preciso se concentrar em ser mais pragmáticos em relação às habilidades que são necessárias por função – ninguém terá "todas" as habilidades.

2.     Tem que repensar a “experiência do colaborador” com dados e fatos – Data Analytics 

3.     É preciso modernizar a tecnologia de RH, o recrutamento e os sistemas de T&D para aproveitar a IA e tornar estes sistemas mais "inteligentes": construa internamente um “assistente especializado” bem arquitetado – isso pode revolucionar a sua atuação.

 

Já pensou como seria encontrar dados sobre as equipes em minutos, em vez de semanas, e compartilhar práticas de RH, liderança e gerenciamento com líderes de linha em segundos: as equipes de RH também serão movidas por IA. Pense nisso!

 

Crescimento através da produtividade

As pesquisas apontam para o fato que as empresas continuarão se concentrando no “crescimento através da produtividade”, então o RH precisa pensar em alternativas para que colaboradores dedicados e competentes não "abdiquem" da sua posição por excesso de stress e de sobrecarga de trabalho.

 

Uma possibilidade pode ser pensar na semana de 4 dias, ou em formas de trabalho híbrido e em apoiar os colaboradores a viabilizar formas flexíveis de produzir.

 

O RH precisa se concentrar no desenvolvimento de soluções, gastar mais tempo em planejar e continuar a investir na cultura centrada nas pessoas – pense no design do trabalho centrado no ser humano - essa é uma prática em que os designers adotam e se concentram em ouvir e entender as necessidades das pessoas, como indivíduos, e como grupos com problemas complexos e profundamente enraizados. Os designers conseguem co-criar soluções adequadas porque abordam os problemas que parecem "obvios", realizam análises, pesquisas e co-projetam intervenções pequenas e simples.

 

Pense em mudar o pensamento de “apoiar o negócio” para “ser um consultor valioso” que produz colaborativamente com as áreas ofertando soluções que apontem uma visão sistémica.

 

Ahhh e Josh Bersin ainda traz um ponto bem importante: a produtividade é a razão pela qual existe a área de RH. Tudo o que fazemos, desde a contratação ao desenvolvimento e ao design organizacional, só terá sucesso se ajudar a empresa a crescer.

 

Como especialistas desenvolvimento humano, engajamento, habilidades e liderança, nós, da SOLVE ajudamos a tornar as pessoas e a organização mais produtivas todos os dias: 2024 é um ano para focar nesta missão!

 

E uma última coisa que a consultoria Josh Bersin disse e que nós assinamos embaixo é: RH cuide bem de si mesmo: concentre-se nas habilidades e liderança do RH. 

 

Nós, como pensadores dos processos humanos, temos de nos concentrar nas nossas próprias capacidades. ​

 

 

 

18 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

टिप्पणियां


bottom of page